Tecnologia do Blogger.

Estudando para Concursos?

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Três Evidências que Ouvir Música ajuda nos Estudos

Estudar para concurso público não é tarefa fácil, mas existem algumas técnicas que podem ajudar nesse processo. Você já ouvir dizer que estudar ouvindo música pode melhor a concentração e absorção do conteúdo? Confira algumas pesquisas que comprovam esta teoria.

Existem duas vertentes que são a favor do estudo acompanhado de melodias: a que defende que as músicas ajudam na fixação do conteúdo, e a que afirma que estudar com música melhora a concentração na hora da prova. Se você já está quase convencido, veremos quais são os argumentos a favor desta prática:

- Evidência número um: O Spotify convidou a Dra. Emma Gray, especialista em Psicologia Educacional no British Cognitive Behaviour Therapy, em Londres, para realizar um experimento da influência da música nos estudos. A pesquisa revelou que os alunos que ouviam a música adequada durante os estudos possuem rendimento 12% maior em testes. Mas a investigação revelou também que é importante escolher a música certa para cada área de estudo. Por exemplo: Música clássica (de 60-70 batidas por minuto) se mostrou com melhor resultado em estudos de Matemática; Músicas com 50-80 batimentos por minuto, têm um efeito calmante sobre a mente, tornando-a mais propícia para o pensamento lógico; Ao estudar para disciplinas como o Português, Teatro ou Artes, a investigação demonstra que estes estudantes deverão ouvir as músicas de rock e pop mais emotivas, o que produz um maior estado de ansiedade que aumenta a performance criativa.

- Evidência número dois: Alguns Professores e Coachings para concurseiros indicam a música durante o estudo para melhorar a concentração do estudante na hora da prova, pois, se a pessoa está desde a preparação adaptada aos ambientes que contêm barulhos, no momento da prova esse candidato dificilmente se desconcentrará com ruídos externos que possam atrapalhar seu desempenho no concurso.

- Evidência número três: Nos anos 60, Lozanov, médico e educador búlgaro, criou a “técnica de sugestopedia”, que descreve que qualquer pessoa, em um estado mental denominado por ele “estado de vigília relaxada”, aprende com mais facilidade em um espaço de tempo reduzido. O estado de vigília relaxado é alcançado quando o nosso cérebro entra em “alfa”, ou seja, quando opera na faixa de 8 a 12 ciclos por segundo. Lozanov verificou que, ao ouvir música barroca, a frequência mental de seus alunos era reduzida e entrava em “alfa”. O resultado percebido foi que seus alunos tiveram uma melhora altamente significativa na percepção, processamento, memorização e recuperação das informações transmitidas.

E aí, você acha que vale a pena tentar estes métodos?



Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Apostilas dos Concursos - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo